Balneário Hidroterápico

Construído em 1912, é divido em duas alas: masculina e feminina. Conta com banhos de imersão em águas mineral em banheiras estilo colonial, piscina interna na ala masculina, sauna e tratamentos estéticos. Seus azulejos e pisos portugueses são todos decorados, formando desenhos e belos mosaicos. Localizado dentro do Parque das Águas.

O suntuoso Balneário Hidroterápico, construído no início do século XX em estilo neoclássico, é ricamente ornamentado com vitrais franceses. Os azulejos e pisos, vindos da Europa especificamente de Portugal e da Inglaterra, formam belíssimos mosaicos e desenhos. Em seu interior há diversos tipos de banhos, duchas e saunas divididas em duas alas, uma feminina e outra masculina, esta última com uma piscina térmica. Amplas salas de repouso, fisioterapia e outras aplicações eletroterápicas.

Os banhos

Banho Perolado

Indicado para relaxamento e afecções da pele.

Banho Espumante Perolado

Utiliza-se algas marinhas, indicado para nutrir e revitalizar a pele.

Banho Espumante Simples

Indicado para emagrecimento.

Banho Turco

Indicado para redução de gorduras.

Especial Banho Sulfuroso com Pérolas de Ar

Indicado para relaxamento, afecções dermatológicas, artritismo, dores musculares e ácidos úrico.

Banho Sulfuroso Simples

Indicado para artritismo e doenças reumáticas.

Ducha Circular

Calmante e relaxante.

Ducha Escocesa

Relaxante ou excitante, depende da indicação médica e aplicação.

Sauna Finlandesa

A vapor, indicada para desintoxicação do organismo e relaxamento.

Piscina Térmica e Massagens.

*Banhos de imersão não são recomendados para gestantes e menores de 15 anos, salvo sob prescrição médica.

Crenologia

é o estudo das fontes de águas minerais, sendo, pois uma arte da Hidrologia.

Crenoterapia

é o tratamento pelas águas minerais.

Águas Minerais

“São aquelas provenientes de fontes naturais ou de fontes artificialmente captadas que possuem composição química ou propriedades físicas ou físico-químicas distintas das águas comuns, com características que lhes confiram uma ação medicamentosa” (Código de Águas Minerais, decreto-lei n. º 7841 de 8 de agosto de 1945).